Jovem é morto a pedradas e fica com rosto desfigurado em MS

Policia investiga o caso como homicídio simples. (Foto: Getty Creative)
Policia investiga o caso como homicídio simples. (Foto: Getty Creative)
  • Corpo de Luciano de Freitas Penteado foi encontrado na mata;

  • Ele estava com o rosto completamente desfigurado;

  • O caso segue sendo investigado pela 1ª Delegacia de Polícia Civil de Corumbá como homicídio simples.

Um jovem de 20 anos foi morto a pedradas em Corumbá, cidade que fica 426 quilômetros de Campos Grande, capital do Mato Grosso do Sul.

O corpo de Luciano de Freitas Penteado foi encontrado na quinta-feira (21) na mata em uma rua da parte alta da cidade. Ele estava com o rosto completamente desfigurado e ao seu redor tinham pedras que teriam sido usadas no crime. Equipes das policias Civil e Militar foram acionadas, assim como a Perícia.

O rapaz morava com a família em um assentamento rural e tinha o costume de sair e ficar dias fora de casa. Na segunda-feira (18), Luciano teria telefonado para um parente pedindo que fosse lhe buscar na cidade, porém ele não foi encontrado pelo familiar.

Ele foi enterrado sem velório. O caso segue sendo investigado pela 1ª Delegacia de Polícia Civil de Corumbá como homicídio simples.

Outro caso

Na última semana, uma mulher também foi assassinada a pedradas em m Itabira, na Região Central de Minas Gerais. A jovem Rayssa Aparecida Ferreira de Araújo, de 18 anos, foi morta na frente da filha pelo ex-companheiro, pai da criança. O autor do feminicídio é Francisco Gergley Gonçalves Bezerra, de 30 anos. Ele está preso depois de ter se entregado à polícia no dia 14 de julho. Em depoimento, o homem confessou o crime e disse que assassinou a ex-companheira por ciúmes após ver mensagens no celular dela.

A mãe da vítima contou à polícia que o casal se relacionou por quatro anos e que haviam se separado 15 dias antes do crime.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos