Jovem é preso após matar ex-mulher a facadas em MS

Jovem foi preso pelo assassinato da ex - Foto: Reprodução/Redes Sociais
Jovem foi preso pelo assassinato da ex - Foto: Reprodução/Redes Sociais
  • Jovem foi preso em São Gabriel do Oeste após assassinar a ex-esposa a facadas

  • O crime aconteceu na casa da vítima na manhã de quarta-feira (7)

  • Criminoso se entregou à polícia por temer represálias

Um homem de 20 anos foi preso na tarde da última quarta-feira (7) em São Gabriel do Oeste, em Mato Grosso do Sul, após assassinar sua ex-esposa, da mesma idade, a facadas.

De acordo com informações do delegado responsável pelo caso, Fábio Magalhães, divulgadas pelo g1, o suspeito apresentou-se à delegacia, pois temia represálias, e confessou o crime.

A Polícia Civil explicou que a vítima, identificada como Rebeca França Antônio, recebeu pelo menos dois golpes de faca na própria residência, no bairro Jardim Fênix, por volta das 9h30.

A vítima deixa dois filhos pequenos, que teve justamente com seu assassino.

Nas redes sociais, parentes e amigos de Rebeca lamentaram o ocorrido. “Estou derrotada por dentro. [...] A Deus eu peço justiça, porque as crianças vão ficar sem uma mãezinha”, escreveu uma amiga.

O que é feminicídio?

Segundo o Código Penal Brasileiro, o feminicídio é o homicídio praticado contra a mulher pelo fato de ela ser uma figura feminina, ou nos casos de violência doméstica. Fatores como misoginia, menosprezo pela condição feminina, discriminação de gênero e violência sexual são os principais indícios do crime.

A lei do feminicídio (lei 13.104/15) não enquadra, porém, o crime a qualquer assassinato de mulheres.

Variações do feminicídio

Violência doméstica ou familiar: A lei se enquadra nos casos em que o criminoso é uma pessoa da própria família ou já manteve uma relação com a vítima. Esta é a variação mais comum no Brasil.

Menosprezo ou discriminação contra a mulher: A lei também pode ser aplicada quando o assassinato é resultante do preconceito de gênero, que pode ser manifestado pela objetificação feminina e pela misoginia.

Pena prevista para o crime

Vale ressaltar, ainda que o feminicídio é visto pelo Código Penal como uma forma qualificada de homicídio. Sendo assim, a pessoa que cometer o crime está sujeita a pegar de 12 a 30 anos de reclusão.