Jovem é preso após matar homem com 59 facadas e dormir no local do crime no DF

Jovem foi preso pelo assassinato do homem que o hospedava - Foto: Getty Images
Jovem foi preso pelo assassinato do homem que o hospedava - Foto: Getty Images
  • Jovem foi preso após assassinar um homem de 60 anos na Granja do Torto

  • Samuel Ferraz estava vivendo na casa da vítima, onde dormiu após o crime

  • Ele afirmou que matou Francisco do Nascimento para "defender a própria honra"

Um jovem foi preso na última segunda-feira (25) por um crime brutal que aterrorizou os moradores da Granja do Torto, Distrito Federal, no mês passado. Samuel Barbosa Ferraz matou um homem de 60 anos a facadas e enxadadas e ainda dormiu no local do crime.

O rapaz de 20 anos foi detido pela Polícia Civil e confessou o crime. Ele afirmou que matou Francisco Vitoriano do Nascimento para “defender a própria honra”, sem dar mais detalhes do que isso significaria.

"Apuramos que o autor e a vítima já eram conhecidos. Inclusive, a vítima estava dando abrigo ao autor em sua casa, por uma semana, em razão de ele ter sido expulso de sua residência", explicou ao g1 a delegada Bruna Eiras, responsável pelo caso.

A investigação mostrou que Samuel atacou Francisco e o assassinou com 59 golpes de faca pelo corpo no último dia 16 de junho. O criminoso completou a violência com enxadadas na vítima.

Ainda de acordo com a delegada, Samuel dormiu normalmente na residência, ao lado do cadáver, após o crime. No dia seguinte, foi para o trabalho como se nada tivesse acontecido.

Suspeito confessa crime

Em depoimento, o próprio assassino admitiu ser o autor das quase 60 facadas no abdômen e nas costas da vítima e explicou que acertou dois golpes de enxada na cabeça do homem.

Samuel está preso e responderá pelo crime de homicídio qualificado por motivo fútil, com impossibilidade de defesa da vítima e meio cruel. Se condenado, pode pegar de 12 a 30 anos de prisão.

O rapaz possui passagens pela polícia por ameaça, resistência, desacato e desobediência, além de ato infracional análogo ao crime de homicídio, quando era menor de idade.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos