Jovem é preso por envolvimento nos assassinatos de três mulheres como "prova de amor"

Jovem foi preso em Davinópolis - Foto: Getty Images
Jovem foi preso em Davinópolis - Foto: Getty Images
  • Jovem foi preso por participação no assassinato de três jovens mulheres no Maranhão

  • Trio estaria planejando a morte do rapaz, que decidiu se vingar

  • Ele pediu que sua namorada matasse as duas amigas, antes de também assassiná-la

Um rapaz de 18 anos foi preso na última terça-feira (2) em Davinópolis, no Maranhão, por participação nos assassinatos de três jovens. De acordo com informações do g1, o suspeito foi identificado como Gabriel Leite.

A Polícia Militar explicou que o acusado foi detido em um local de venda de drogas no centro da cidade e encaminhado à delegacia da Polícia Civil.

Gabriel teria sido responsável pelos assassinatos de Amanda Sousa Cruz, Débora Vieira da Silva e Jennifer Almeida da Silva, de 17 anos. O trio faria parte de uma facção criminosa.

O acusado relatou que tomou conhecimento de um plano das jovens para assassiná-lo. O rapaz, então, convenceu Jennifer, que era sua namorada, a matar Débora e Amanda como "prova de amor".

Após os crimes cometidos pela namorada na última segunda (1º), Gabriel encontrou-se com ela no dia seguinte e também a assassinou.

A residência do suspeito foi revistada. No local, os policiais encontraram bolsas femininas e o celular de uma das vítimas.

Entenda os crimes

Amanda e Débora desapareceram na última quinta-feira (28) e foram encontradas mortas quatro dias mais tarde. Elas estavam na beira do Riacho Cacau, aparentemente abraçadas, com perfurações no abdômen, pescoço e braço.

No dia seguinte, Jennifer foi localizada sem vida a cerca de 800 metros do local onde estava a dupla. A vítima foi encontrada por populares, com os mesmos sinais de violência de Amanda e Débora.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos