Jovem fica com metade do corpo paralisado após ataque de peixe-elétrico no AP

Jovem ficou com parte do corpo paralisado após ataque - Foto: Reprodução
Jovem ficou com parte do corpo paralisado após ataque - Foto: Reprodução
  • Jovem ficou com corpo paralisado após sofrer ataque de peixe-elétrico no Amapá

  • Rapaz foi vítima de um poraquê localizado na zona urbana do município

  • Lucas Oliveira ficou com o lado esquerdo do corpo paralisado e precisará passar por tratamento

Um jovem está hospitalizado e perdeu parte dos movimentos do corpo após sofrer um ataque de peixe-elétrico na cidade de Laranjal do Jari, no Amapá. As informações são do G1.

Lucas Rocha Oliveira tem 18 anos e deu entrada no Hospital Estadual do município no último domingo (1º), após o episódio ocorrido em uma zona urbana da região.

Um vídeo publicado nas redes sociais mostra o momento em que a família de Lucas resgata o rapaz e o transporta para o hospital em uma canoa. Ele parece estar em estado de choque e com parte do corpo tremendo.

Lucas foi vítima do ataque de um poraquê, uma das espécies de peixe-elétrico da Amazônia.

Especialistas explicaram que o animal provavelmente estava em uma área urbana da cidade por conta das cheias no Rio Jari, resultantes das fortes chuvas que atingem a região desde março.

Quadro de hemiplegia

Diretora do Hospital Estadual de Laranjal do Jari, Arailza Martins relatou que Lucas foi diagnosticado com quadro de hemiplegia, uma paralisação que atinge um dos lados do corpo. No caso do jovem, o lado foi o esquerdo.

Por conta do diagnóstico, Lucas seria transferido ainda nesta terça-feira (3) para atendimento neurológico em Macapá.

"O quadro dele é estável e por isso ele vai viajar de ambulância. A única preocupação é o agravamento do quadro da hemiplegia, por isso a necessidade da consulta com um especialista em neurologia", relatou Arailza.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos