Jovem fica com os dedos roxos após contato com gongolo, no Rio: 'Desespero total'

·2 min de leitura

A comerciante Tassynara Cristina Oliveira Vargas, de 25 anos, levou um susto quando chegou em casa e tirou os tênis dos pés, na última sexta-feira, no Rio de Janeiro. Ela estava com dois dedos roxos, com aspecto de necrosados, e a unha do dedão tinha ficado amarela. A lesão foi provocada por um gongolo que estava dentro do calçado.

Tassynara havia colocado o tênis para ir ao trabalho, durante a manhã. Após cerca de 10 minutos de caminhada, ela chegou à loja que é proprietária, na Taquara. No estabelecimento, a comerciante notou algo estranho no tênis.

Havia um gongolo — também conhecido como piolho de cobra — dentro do tênis. Tassynara retirou o animal, matou, calçou novamente e continuou a trabalhar, sem perceber nada de diferente. Ela não sentiu nenhuma dor ao longo do dia e só notou as lesões quando estava em casa.

— Eu entrei em desespero total quando vi meu pé desse jeito, comecei a gritar e a pedir socorro. Comecei a lavar e nada dessa mancha sair. Naquela altura eu nem lembrava do gongolo, então corri para o hospital. Estava muito feio mesmo — disse.

Tassynara relatou aos médicos que o único fato anormal em seu dia tinha sido o gongolo no tênis. Apenas a terceira profissional de saúde conseguiu dar o diagnóstico, pois mora em casa com jardim, com presença de gongolos, e estava acostumada com aquele tipo de lesão.

De acordo com relatório da Faculdade de Medicina da Universidade Federal de Minas Gerais, os gongolos são artrópodes que vivem em lugares úmidos, normalmente em jardins. Eles produzem e liberam uma secreção tóxica contendo agentes irritativos e pigmentantes. Essa secreção, quando em contato com a pele humana, pode levar a um quadro de “necrose superficial”.

— Não está doendo, apenas coçando e tem essa aparência desagradável. A médica explicou que ainda pode descamar, a unha pode cair, e meus dedos devem ficar manchados de sete a quinze dias — disse Tassynara.

A comerciante postou imagens dos pés nas redes sociais. Ela descreveu o susto quando viu seu pé roxo e fez um alerta direcionado sobretudo a quem tem crianças em casa, para cuidados na hora de calçar os sapatos.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos