Jovem mata pai, irmãos e madrasta com uma espada, na França, e é morto pela polícia

Com uma espada e uma espingarda, um jovem de 22 anos, que ainda não foi identificado, matou o pai, a madrasta e os irmãos, de 17, 15 e 5 anos, na última quarta-feira, em Douvres, na França, na casa onde a família morava. Ele acabou sendo morto pela polícia. A imprensa francesa afirmou que esse foi um dos crimes mais sangrentos dos últimos tempos no país.

Na Nigéria: trinta pessoas morrem queimadas em acidente de carro

Veja fotos: coroas, joias e roupas da rainha Elizabeth estarão em exposição no Palácio de Buckingham

De acordo com o jornal francês Le Progres, o jovem mantinha os parentes reféns desde a véspera das mortes. Na quarta-feira à tarde, cometeu os assassinatos com a espada japonesa e arma de fogo. Depois, tentou se manter na residência e ofereceu resistência à prisão.

Christian Limousin, vizinho da família, informou à polícia que o jovem havia matado as cinco vítimas em 20 minutos. De acordo com a imprensa local, o rapaz era fruto de um relacionamento anterior do pai e não vivia naquela casa. A família havia se mudado para Douvres em julho de 2020.

A tragédia em família foi comparada a um assassinato ocorrido em outubro de 2020, quando um pai matou a mulher, os dois filhos e dois sobrinhos em Noisy-le-Sec, a nordeste de Paris.

Olga Givernet, integrante da Assembleia Nacional Francesa, comentou o caso nas redes sociais elogiando a atuação da polícia francesa e lamentando o o ocorrido, que chamou de "horror".

MPF pede investigação: namorado de blogueira condenada por tráfico internacional de drogas entra no caso

"É com horror que fico sabendo do drama que aconteceu ontem à noite em Douvres no meu departamento. Meus pensamentos estão com as vítimas e seus entes queridos", diz a publicação.

A identidade das vítimas e as motivações do crime ainda não foram confirmadas.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos