Jovem morrem ao ser atropelada por engano após briga de grupos em Mairiporã, na grande São Paulo

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Uma jovem de 18 anos morreu ao ser atropelada por um motorista que, segundo a polícia, tentava atingir uma outra pessoa com o carro após uma briga entre dois grupos. O caso ocorreu em Mairiporã, na Grande São Paulo, no último sábado (21).

Segundo a SSP (Secretaria da Segurança Pública), o motorista teria perdido o controle do veículo e atingido Elizabeth Nayara Pedroso da Silva, batendo o carro contra o muro de uma casa em seguida.

Kaique da Silva, 23, não tinha habilitação e foi preso em flagrante. "Além do crime de homicídio, ele foi autuado por embriaguez ao volante e falta de habilitação", diz a secretaria, em nota.

O suspeito ainda passará por audiência de custódia em Guarulhos. Nem a SSP nem a Delegacia de Mairiporã souberam informar se ele já apresentou advogado.

Segundo a Prefeitura de Mairiporã, a confusão começou por volta das 6h com uma discussão perto de uma padaria. Em seguida, um dos grupos desceu a pé a rua Laudemiro Ramos, no sentido do centro, quando se assustaram com o som de um carro que trafegava em alta velocidade na via.

Parte dos jovens se afastou para perto de um muro para escapar. Elizabeth, porém, tentou atravessar a rua e acabou sendo atingida pelo carro, que só parou ao atingir a parede de uma casa na rua Dom José Maurício da Rocha.

Segundo a SSP, Kaique tentava atropelar um dos amigos de Elizabeth, mas perdeu o controle do carro. "Ele errou o alvo, atingiu a vítima e bateu o carro contra um muro."

Elizabeth foi sepultada no domingo (22) no Cemitério da Paz, em Caieiras (SP).