Arkansas executa segundo réu no mesmo dia condenado por estupro e morte

Washington, 24 abr (EFE).- O estado de Arkansas, nos Estados Unidos, realizou nesta segunda-feira, uma dupla execução de presos, a última delas foi dando a Marcel Williams uma injeção letal pelo sequestro, estupro e assassinato de uma mulher em 1994.

Williams, de 46 anos, foi declarado morto às 22h33 (hora local), após receber umas dose letais de midazolam, brometo de vecuronio e cloreto de potássio, na prisão Cummins Unit, segundo informações do Departamento de Correções de Arkansas.

A última refeição pedida por ele foi frango frito, pudim de banana, nachos, batatas fritas com ketchup e dois refrigerantes.

Marcel Williams tinha sido condenado pelo sequestro, estupro e assassinato de Stacy Rae Errickson, de 22 anos, na manhã do dia 20 de novembro de 1994.

Williams sequestrou sua vítima com uma arma, enquanto ela abastecia, em um posto de combustível localizado em Jacksonville (Arkansas).

Durante a hora seguinte, Williams levou Stacy para vários caixas automáticos, obrigando a vítima a sacar US$ 350. Em seguida ele a estuprou e matou a jovem.

Ele foi preso no dia 29 de novembro por ataques a outras duas mulheres e durante o interrogatório, admitiu ter sequestrado e roubado Stacy Rae, mas negou tê-la violentado e assassinado.

No entanto, as autoridades encontraram seu corpo enterrado em um parque, duas semanas depois do crime.

Durante o julgamento, duas mulheres que estiveram no posto de gasolina na manhã do sequestro, identificaram Williams como o homem que as perseguiu até que atingiram elas conseguiram se refugiar em uma base da Força Aérea, situada em Jacksonville.

Williams foi o terceiro preso executado em Arkansas em um período de quatro dias, depois de Ledell Lee, na última quinta, e Jack Jones, também nesta segunda.

A dupla execução, de Jones e Williams, é a primeira que um estado faz em um mesmo dia desde agosto de 2000, no Texas.

Marcel Williams foi o nono preso executado neste ano nos EUA. EFE