Jovem que desapareceu após ir a entrevista de emprego é encontrada em MS

Jovem que desapareceu foi encontrada em rodovia em MS - Foto: Getty Images
Jovem que desapareceu foi encontrada em rodovia em MS - Foto: Getty Images
  • Jovem desapareceu na última segunda-feira ao sair para uma entrevista de emprego em Campo Grande

  • Ela foi localizada na madrugada desta quinta, após ser reconhecida pelo funcionário de um posto de combustíveis

  • A garota estava desorientada, descalça e disse que não lembrava do que havia acontecido

A jovem que estava desaparecida desde a última segunda-feira (20), após sair para uma entrevista de emprego em Campo Grande-MS, foi encontrada na madrugada desta quinta (23).

De acordo com informações do G1, Talita Berto da Silva, de 22 anos, estava desorientada, descalça e sem nenhum pertence quando foi localizada na BR-262, nas proximidades da saída para Três Lagoas.

Segundo o irmão da mulher, Geovany da Silva, Talita foi identificada pelo funcionário de um posto de combustíveis, que a reconheceu por conta das notícias na imprensa local sobre seu desaparecimento.

"Um segurança viu ela andando pela rodovia e a reconheceu das divulgações feitas pela família e pelos jornais. Então, ele segurou ela no posto e ligou para polícia, meu telefone tocou era 3h48. O policial disse que tinham a encontrado, meu vizinho me levou e quando cheguei lá era minha irmã", relatou ao G1.

O rapaz explicou, ainda, que a jovem estava bastante abalada e confusa em seus primeiros contatos com familiares.

"Ela estava assustada, suja, descalço, sem bolsa, telefone. Ela estava sem nada, apenas com as roupas do corpo, chorando muito e com falta de ar. Perguntamos o que tinha acontecido e ela só falava que tinha andado muito e que não se lembrava de nada."

Relembre o caso

Talita estava desaparecida desde a tarde de segunda-feira. Na ocasião, ela foi vista pela última vez quando ia para uma entrevista de emprego em um escritório de advocacia.

Diante da falta de notícias da jovem, a família procurou a polícia, que vinha trabalhando para encontrá-la.

O caso foi entregue à Delegacia Especializada de Repressão aos Crimes de Homicídios (DEH), que apontou a possibilidade de o sumiço de Talita estar relacionado ao envolvimento com agiotas, fruto de dívidas acumuladas ao longo de meses sem emprego.

A DEH segue no caso e apura as circunstâncias do desaparecimento de Talita. A jovem foi avaliada por um médico e será encaminhada a uma delegacia para prestar depoimento.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos