Jovem que se recuperou de câncer tem cicatriz retirada de anuário escolar e critica edição: 'Não quero esconder. Salvou minha vida'

·2 min de leitura

Uma jovem de 16 anos que se recuperou de um câncer foi a público criticar a edição de fotos de seu anuário escolar. Allison Hale vive em Indiana, nos Estados Unidos, e disse ter ficado surpresa ao ver a remoção de uma cicatriz no colo, adquirida durante o tratamento de um linfoma de Hodgkin.

— Quando vi a foto, senti como se meu coração afundasse direto para o estômago porque minha cicatriz é muito importante para mim e foi completamente apagada. Eu realmente me senti incrivelmente desrespeitada. Eu não estava constrangida de ter a cicatriz por ter sido o acesso para me curar. Não é algo que eu quero esconder. Salvou minha vida — ressaltou em entrevista à revista People.

A jovem conta que se posicionou para a foto com o intuito de mostrar a marca e encorajar outros jovens a superarem obstáculos e se aceitarem da forma como são. Após a reclamações, a equipe de fotografia se desculpou e fez a correção do anuário com o registro da forma como Allison queria.

A estudante conta que recebeu o diagnóstico da doença em dezembro de 2020. Ela foi forçada a paralisar uma rotina estudantil ativa, com aulas de dança e música. Ela respondeu bem ao tratamento e em julho deste ano recebeu a notícia de que estava curada. As fotos na escola ocorreram em agosto.

— O dia das fotos era extremamente importante já que fazia pouco tempo que eu só conseguia pensar "ok, talvez você não esteja aqui para celebrar seu aniversário no próximo ano, ou nunca mais terá outro dia de fotos". Eu estava animada por poder fazer aquilo e mostrar a pessoa forte que me tornei.

Fotos de anuários têm sido alvo de polêmicas nos Estados Unidos. Em maio, cerca de 80 alunas de uma escola na Flórida tiveram os rostos afinados nas imagens, o que, segundo as famílias, fazia com que as jovens se sentissem desconfortáveis com a própria aparência.

Também neste ano, uma animadora de torcida com Síndrome de Down teve a foto retirada do anuário escolar de uma instituição de ensino em Utah. Na época, o distrito escolar alegou que que não havia "má intenção" no aparente erro.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos