Jovem recusa vacina contra Covid e morre aos 19 anos no Ceará

·2 min de leitura
Jovem recusa vacina e morre no Ceará; Prefeitura de Camocim lamenta morte e reforça importância da imunização contra Covid-19 — Foto: Prefeitura/Reprodução
Jovem recusa vacina e morre no Ceará; Prefeitura de Camocim lamenta morte e reforça importância da imunização contra Covid-19 — Foto: Prefeitura/Reprodução
  • Jovem recusa vacina e morre após contrair Covid-19 no litoral do Ceará

  • Segundo as autoridades do estado, rapaz optou por não receber sequer uma dose do imunizante

  • Prefeitura de Camocim ressaltou a importância da vacinação contra a Covid-19

Morreu nesta terça-feira (25), um jovem de 19 anos, portador de fibrose cística que recusou a vacina contra Covid, após contrair a doença na cidade de Camocim, no litoral do Ceará. Segundo a Secretaria da Saúde de Camocim, a vítima "não havia tomado nenhuma dose de vacina para Covid, por opinião própria".

Por meio de nota, a Prefeitura de Camocim informou que o homem estava internado no Hospital Regional Norte (HRN), em Sobral, no interior do Estado, onde faleceu.

Em nota a prefeitura lamenta a perda da família e ressalta que todos os casos suspeitos que evoluem a óbitos, “são investigados e colhidos materiais para elucidação da causa mortis, através de Comitês estabelecidos pelo Estado, após essa investigação e confirmação da causa de óbito por Covid-19, o óbito pode ser informado e registrado no Boletim Estadual e Municipal", diz um trecho da nota.

Ainda no comunicado, o órgão destaca a importância da vacinação e nos cuidados sanitários para evitar a propagação da doença.

"Reforçamos a importância da vacinação, do distanciamento social, de manter os cuidados de higiene, bem como o uso de máscaras. Não deixe o vírus se espalhar".

Desde o início da pandemia, Camocim registrou 6.632 casos de Covid, 152 deles ocorreram este ano. Já os óbitos no município pelo novo coronavírus chegam a 165 ao todo, segundo dados da plataforma IntegraSUS.

A cidade já aplicou 93.645 doses de vacinas, destas 47.105 pessoas receberam a primeira dose, 37.490 a segunda dose e 9.050 foram contempladas com a dose de reforço.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos