Jovem Rhuan rebaixa a Chapecoense e tranquiliza o Botafogo

Rhuan foi o herói da vitória do Botafogo sobre a Chapecoense

Não foi a vitória que o torcedor botafoguense queria, mas a vitória necessária. Em partida de pouca inspiração na Arena Condá, o Alvinegro bateu a Chapecoense por 1 a 0, com um belo gol do menino Rhuan, de 19 anos, e se tranquilizou na luta contra o rebaixamento. Com a derrota em casa, a Chapecoense confirmou seu rebaixamento à série B dois dias antes da tragédia de Medellín completar três anos.

Com a vitória, o Botafogo chegou aos 42 pontos e se afastou da zona de rebaixamento. A próxima partida é contra o Internacional, no Nilton Santos, no sábado, às 19h. Com 28 pontos e matematicamente rebaixada, a Chapecoense visita o Santos no domingo.

Mesmo com o retorno do capitão Joel Carli, suspenso pelo terceiro cartão amarelo na partida contra o Corinthians, o técnico Alberton Valentim optou por manter a zaga formada por Gabriel e Marcelo Benevenuto. Diego Souza foi novamente titular e peça bastante acionada no ataque. Muito marcado, porém, o camisa 7 pouco conseguiu ajudar na construção e na finalização de jogadas.

Quem brilhou em jogo de muitos passes no meio e poucas jogadas limpas no ataque foi o jovem Rhuan. Destaque do Botafogo nas últimas, o atacante de 19 anos recebeu belo passe de João Paulo no segundo tempo e, de frente com o goleiro João Ricardo, completou com uma linda cavadinha. Foi seu primeiro gol no Brasileirão.

Apesar de sair à frente do marcador, a equipe de Alberto Valentim sofreu com investidas dos catarinenses no segundo tempo. Foram várias chegadas ao ataque no segundo tempo, assustando torcedores e colocando em risco um resultado que poderia vir carregado de menos nervosismo.