Jovem vítima de agressão acorda do coma e grava vídeo: "Amo vocês"

Jovem gravou vídeo após sair do coma. Foto: Reprodução

Vítima de uma agressão no dia 22 de setembro, Roger Possebom Junior, de 22 anos, saiu do coma nesta terça-feira. Ele está no hospital desde que três homens bateram nele e em um amigo na saída de uma balada no centro de São Bernardo do Campo, no ABC Paulista.

Em um vídeo gravado nesta terça-feira, Roger aparece ainda fraco e com a fala pausada. Na gravação, ele diz que está se sentindo melhor e quer voltar para casa. “Eu amo vocês”, diz ele mandando um beijo para a câmera.

De acordo com o advogado José Beraldo, que defende Roger, o caso configura homofobia. Segundo ele, um dos agressores chamou o jovem de “viado” enquanto praticava as agressões contra ele.

Leia também:

A outra vítima do caso, Renan Ribeiro Lopes, de 21 anos, afirmou em seu depoimento para a Polícia Civil que acredita que as agressões tenham acontecido pelo fato de Roger ser homossexual.

Agora acordado, Roger não se lembra do que aconteceu com ele e com o amigo naquela noite. Segundo o advogado, é preciso acompanhar a situação do jovem. “Ele acordou, mas ele não lembra de nada ainda. Estamos fazendo acompanhamento e eu quero que os agressores sejam julgados por júri popular”, afirmou ao blog.

Os três suspeitos do crime foram indiciados por lesão corporal gravíssima e racismo. Em junho deste ano, o STF (Supremo Tribunal Federal) decidiu que a homofobia seria considerada crime e punida pela Lei de Racismo.

O dia do crime

De acordo com o depoimento de Renan na Polícia Civil, ele e Roger estavam dentro da casa noturna quando tiveram uma discussão com os três suspeitos. Porém, ao saírem da balada, os desconhecidos passaram a agredir os dois amigos com socos e chutes.

Após as agressões, Roger ficou com um ferimento grave no crânio e foi levado pelos bombeiros para o hospital em estado gravíssimo. Renan também sofreu alguns traumas nos dentes, na boca e apresentava hematomas no rosto e no corpo.