Jovens moçambicanos insistem no "El Dorado" sul-africano para oferecer bicicletas à família

A ideia de que no centro de Moçambique não há futuro e os relatos de melhores salários no país vizinho leva os jovens a viajar 800 quilómetros para onde muitos moçambicanos têm enfrentado ataques xenófobos