Juíza adia júri de Flordelis pela segunda vez; novo julgamento será em dezembro

A juíza Nearis dos Santos Carvalho Arce, da 3a Vara Criminal de Niterói, adiou pela segunda vez o julgamento da ex-deputada federal Flordelis dos Santos de Souza, que aconteceria no próximo dia 6. A magistrada remarcou a sessão para 12 de dezembro deste ano. O pedido de adiamento foi feito pela defesa da pastora nessa quinta-feira. Flordelis é acusada de ser mandante da morte do marido, o pastor Anderson do Carmo.

Marzy Teixeira e Rayanne dos Santos, respectivamente filha e neta da pastora, também tiveram o julgamento adiado. A sessão foi mantida para outros dois filhos da ex-deputada - Simone dos Santos Rodrigues e André Luiz Oliveira.

As defesas de André e Simone não tinham pedido o adiamento da sessão. No entanto, logo após a decisão de Nearis desta sexta-feira, as defesas entraram com requerimento solicitando que ambos não sejam julgados na próxima segunda-feira. As solicitações ainda serão analisadas.

Flordelis, Marzy, Rayanne e André são defendidos pelos mesmo advogados. Na quinta-feira, eles só tinham feito pedido para as três primeiras rés. Já Simone não é representada pela mesma banca de advogados.

Marcado inicialmente para 9 de maio deste ano, o julgamento de Flordelis já foi adiado uma vez por Nearis, justamente por ainda estarem pendentes laudos no processo. A defesa da ex-deputada alega que alguns laudos pedidos ainda não foram anexados e outros, apesar de já estarem no processo, não houve tempo para analisá-los.

Flordelis é acusada de ser mandante da morte do marido, o pastor Anderson do Carmo, em 16 de junho de 2019. Dois filhos da ex-deputada já foram condenados pelo crime.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos