Judeu é preso em Israel por ameaças antissemitas no exterior

(Arquivo) Sinagoga em Nova York

Um adolescente judeu foi detido nesta quinta-feira em Israel, suspeito de ser o autor de dezenas de ameaças antissemitas contra instituições judaicas no exterior, informou a polícia.

O suspeito era "um habitante do sul de Israel pertencente à população judia", indicou a porta-voz policial Louba Samri em um comunicado.

Segundo ele, o adolescente não fazia parte da população árabe de Israel.

Segundo a polícia, o adolescente seria o autor de ameaças antissemitas anônimas nos Estados Unidos, Nova Zelândia e Austrália.

Vários países colocaram em andamento uma investigação conjunta depois que uma série de ligações ameaçadoras semearam pânico e perturbaram a atividade de sinagogas, centros de reunião e lugares públicos, explicou a polícia.

Uma das ligações forçou o pouso de emergência de um avião.

Uma das maiores organizações americanas de luta contra o antissemitismo, a Anti-Defamation League, contabilizou mais de cem alertas de bomba contra centros comunitários desde o início do ano.

Vários serviços de segurança europeus e o FBI também participaram na investigação.