Juiz cita xingamento, e expulsão de Gabigol, do Flamengo, pode render seis jogos de gancho

Extra
·1 minuto de leitura
Foto: Agência O Globo

Gabigol, do Flamengo, foi expulso aos 9 minutos do primeiro tempo da partida contra o Bahia por Flávio Rodrigues de Souza por proferir xingamento. O atacante pediu falta de Gregore perto da área do time baiano, não marcada. Na sequência, o árbitro mostrou o cartão vermelho direto para o atacante.

Pouco depois, Flávio Rodrigues de Souza afirmou que o atacante o mandou "tomar no c...". Gabigol ficou inconformado e, após deixar o gramado, falou que "agora manda mesmo".

Caso a declaração do árbitro seja confirmada na súmula, Gabigol pode pegar até seis jogos de suspensão, pois pode ser enquadrado no artigo 243-F do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD).

Gabigol pode ser punido por "ofender alguém em sua honra", por ter xingado o árbitro. A pena varia de quatro a seis jogos de suspensão e ainda prevê multa de R$ 100 a R$ 100 mil.

Fora de campo, um membro da comissão técnica do Flamengo reclamou afirmando que "isso nunca aconteceu". Mano Menezes, técnico do Bahia, ironizou: “Nunca, jogador nunca foi expulso por xingar o juiz”

Gabigol não atua mais pelo Flamengo em 2020 após expulsão diante do Bahia. Ao vice-presidente de futebol, Marcos Braz, ele afirmou que "não jogava mais aqui".