Juiz de Nova York decide que Trump desacatou a Justiça por não atender intimação

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·1 min de leitura
Ex-presidente dos EUA, Donald Trump
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

Por Luc Cohen e Karen Freifeld

(Reuters) - Um juiz de Nova York decidiu que Donald Trump desacatou a Justiça, uma vez que o ex-presidente dos Estados Unidos não produziu os documentos exigidos por uma intimação em uma investigação da Procuradoria-Geral estadual sobre suas práticas empresariais, e ordenou que Trump seja multado em 10 mil dólares por dia até cumprir a ordem judicial.

Trump perdeu uma tentativa de anular a intimação da procuradora-geral Letitia James, e então deixou de entregar os documentos no prazo estabelecido pelo tribunal, inicialmente 3 de Março e estendido até o dia 31 de março a pedido dos advogados de Trump.

O juiz Arthur Engoron decidiu que o desacato era apropriado por conta do que o magistrado chamou de "falhas repetidas em entregar materiais, e porque não estava claro se Trump havia realizado uma busca completa pelos documentos requeridos pela Justiça.

"Sr. Trump... Eu sei que você leva seus negócios a sério, e eu levo os meus a sério. Pelo presente decido que você desacatou civilmente a corte", disse o juiz embora Trump não estivesse no tribunal.

Letitia James está investigando se a Organização Trump, empresa familiar do ex-presidente em Nova York, fez declarações erradas de valores de suas propriedades imobiliárias para obter empréstimos e deduções fiscais favoráveis.

A procuradora disse que sua investigação já encontrou "evidências significativas" que sugerem que as declarações financeiras da empresa "são fundamentadas em avaliações de ativos enganosas, e outras representações erradas para garantir benefícios econômicos".

(Reportagem de Luc Cohen e Karen Freifeld)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos