Juiz solta amigo de hacker preso na Operação Spoofing

Aguirre Talento

BRASÍLIA - O juiz Ricardo Leite, da 10ª Vara Federal de Brasília, determinou nesta quarta-feira a soltura de Danilo Cristiano Marques, amigo do hacker Walter Delgatti Neto que está preso desde julho na Operação Spoofing. Danilo foi denunciado ontem juntamente a outras seis pessoas, incluindo o jornalista Glenn Greenwald, sob acusação de ser um “testa de ferro” que auxiliava o hacker Delgatti.

Em resposta a um pedido de liberdade feito pela Defensoria Pública da União (DPU), que apontou ausência da participação de Danilo nas invasões ao Telegram de autoridades públicas, o juiz Ricardo Leite concordou com a argumentação e registrou que ele não apresentava mais riscos à investigação, por ter apenas um papel secundário.

A decisão de Ricardo Leite não fala sobre a manutenção da prisão preventiva de Walter Delgatti Neto, que foi solicitada pelo Ministério Público Federal. O juiz determinou ainda que Danilo Marques use tornozeleira eletrônica e se abstenha de usar a internet e aplicativos de mensagem. O despacho também manda que a Polícia Federal compre passagens aéreas para que ele retorne ao Estado de São Paulo, onde foi preso.

O juiz Ricardo Leite ainda não decidiu sobre o recebimento ou não da denúncia protocolada ontem pelo Ministério Público Federal, que acusou Glenn e outras seis pessoas de participação em crimes como invasão de dispositivo e interceptação de conversas telefônicas. Segundo fontes de seu gabinete, não há prazo para que a decisão saia e o magistrado vai analisar com cautela os elementos dos autos.