Julgamento de confusão no jogo entre Sport e Vasco é remarcado para quarta-feira, três dias após fim da Série B

O Superior Tribunal de Justiça Desportiva remarcou o julgamento da confusão ocorrida na Ilha do Retiro, que culminou na suspensão da partida entre Sport e Vasco por falta de segurança. A sessão, inicialmente prevista para acontecer na última quinta-feira, será realizada na próxima quarta-feira, dia 9.

Os auditores do STJD vão se reunir três dias depois do encerramento da Série B. O resultado do julgamento pode alterar a tabela da competição, interferindo nas equipes que conseguirão o acesso à primeira divisão em 2023.

Isso porque o Sport foi denunciado no artigo 205, que diz que o clube responsabilizado pela suspensão de uma partida deve ser punido com a perda de três pontos. Neste caso, o Vasco herdaria esses pontos. Se o cruz-maltino perder para o Ituano na última rodada, terminará a Série B fora do G4. Porém, se o clube de Recife for punido, os cariocas conseguirão pontuação suficiente para o acesso.

O próprio Sport ainda tem chances muito remotas de classificação para a primeira divisão. Depende de uma combinação de resultados improvável. Caso ela aconteça, o resultado no julgamento poderá interferir na posição do time na tabela da Série B.

Adiamento

O Vasco reclamou do adiamento do julgamento, uma vez que teria a chance de entrar em campo contra o Ituano teoricamente já classificado para a Série A em caso de punição ao Sport - vale lembrar que a decisão seria em primeira instância, cabendo ainda recurso no Pleno do STJD.

A decisão do tribunal de adiar a sessão atendeu pedido da procuradoria, que acrescentou duas denúncias ao julgamento: contra o goleiro reserva Halls, do Vasco, e contra o próprio cruz-maltino.

Entenda o caso

Um episódio de violência foi o destaque do jogo entre Vasco e Sport, pela 35ª rodada da Série B, na Ilha do Retiro. Na ocasião, alguns torcedores do time pernambucano invadiram o gramado, logo após o gol de empate da equipe carioca no minutos finais, e a partida precisou ser encerrada.

O Sport foi denunciado em três artigos do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (205, 211 e 213) e também nos artigos 19 e 20 do Regulamento Geral de Competições da CBF, podendo ser punidos com perdas de mando de campo (de uma a dez partidas), multa (de R$ 100 a R$ 100 mil) e também a perda do ponto obtido no empate por 1 a 1 com o Vasco.

Se o STJD declarar o Vasco vencedor do jogo, o Gigante da Colina, que hoje está com 59 pontos, ganhará mais dois e irá a 61 pontos. Assim, garantiria vaga no G4 da Série B e estaria matematicamente classificado para a elite do futebol brasileiro na próxima temporada. Sem depender do jogo do próximo domingo, diante do Ituano.

O adiamento do processo significa também que o clube de Itu e o Bahia entrarão como interessados no processo, já que o acréscimo ou a retirada de pontos pode alterar a classificação do campeonato, e as duas equipes podem acabar sendo prejudicadas na briga pelo acesso para a Série A.