Julgamento contra líder civil birmanesa se estende por testemunhas da Promotoria

·2 minuto de leitura
Aung San Suu Kyi, a líder civil birmanesa, está em prisão domiciliar

O julgamento da junta militar de Mianmar contra Aung San Suu Kyi vai levar mais tempo do que o previsto - informaram seus advogados nesta segunda-feira (28), já que a Promotoria ainda tem de convocar dezenas de testemunhas.

A líder birmanesa, expulsa do poder por um golpe de Estado, está em prisão domiciliar e enfrenta acusações de todo o tipo em um julgamento que sua equipe jurídica esperava ver concluído no final de julho.

Com 23 testemunhas agendadas, porém, "nem mesmo o fim da parte da acusação será possível" até lá, afirmou seu advogado Khin Maung Zaw.

Suu Kyi foi deposta pelos militares em fevereiro, o que deflagrou protestos em massa e uma brutal repressão. Desde então, mais de 880 civis morreram em ações das forças da junta, de acordo com uma organização local.

Mantida em isolamento, exceto por breves reuniões com sua equipe jurídica e para os trâmites judiciais, Suu Kyi compareceu nesta segunda-feira ao tribunal especialmente constituído na capital para ouvir quatro testemunhas da junta que depuseram contra ela.

Sua advogada Min Min Soe afirmou que ela se encontrava em bom estado de saúde e perguntou "sobre a situação (da covid-19) em todo país".

Suu Kyi "pediu a todos que sejam cuidadosos com a covid. Se preocupa muito com a população", declarou Min Min Soe.

A líder civil birmanesa é acusada de ter violado as restrições impostas pelo coronavírus durante as eleições de 2020 que seu partido, a Liga Nacional para a Democracia (LND), ganhou por esmagadora maioria. Também é acusada de ter importado e possuir walkie-talkies de maneira ilegal.

A prêmio Nobel da Paz, de 76 anos, também enfrenta outras acusações por aceitar pagamentos ilegais de ouro e por violar uma lei de sigilo da era colonial.

Se for condenada por todas as acusações, pode ficar presa por mais de uma década.

bur-rma/lb/pc/mb/tt/fp

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos