Caso de assédio na Caixa pode ser julgado apenas por homens no TCU

Pedro Guimaraes, agora ex-presidente da Caixa Econômica Federal, em registro de 2022 (Foto: AP Photo/Eraldo Peres, File)
Pedro Guimaraes, agora ex-presidente da Caixa Econômica Federal, em registro de 2022 (Foto: AP Photo/Eraldo Peres, File)

O julgamento da fiscalização do TCU (Tribunal de Contas da União) sobre a política de prevenção e combate ao assédio sexual na Caixa Econômica Federal pode ser feito apenas por homens. Isso porque a Corte é composta por apenas uma mulher, Ana Arraes, cuja aposentadoria está marcada para o dia 22 de julho.

A vaga que será aberta pela saída da ministra deve ficar vaga até as eleições de outubro, quando o presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), deve colocar o posto em disputa. Como explica a coluna Painel, da Folha de S. Paulo, a ideia de Lira é usar o posto para negociar sua reeleição na cadeira que ocupa.

Cabe à Câmara definir a vaga aberta pela ministra, e o presidente da Casa, Arthur Lira (PP-AL), tem indicado que pode deixar para levar a disputa à votação somente após as eleições, quando estará definido o tamanho das bancadas da próxima legislatura. Dessa forma, poderia usar o posto em suas negociações para reeleger-se no cargo que ocupa.

O mais cotado para a vaga de Ana Arraes atualmente é o deputado Jhonatan de Jesus (Republicanos-RR), candidato que tem o apoio de Lira. Ainda pleiteiam o cargo os deputados Hugo Leal (PSD-RJ), Fábio Ramalho (MDB-MG) e Soraya Santos (PL-RJ), a única mulher. No entanto, Soraya não é bem quista por ministros do tribunal por ter sido uma aliada próxima do ex-deputado Eduardo Cunha quando ele estava à frente da Câmara.

Até hoje, o TCU teve apenas duas ministras em sua composição: Ana Arraes e Elvia Castelo Branco, nomeada pelo ex-presidente da República José Sarney.

Investigação contra a Caixa

A investigação do TCU contra ao banco estatal teve início após denúncias de assédio contra o então presidente do banco, Pedro Guimarães. O caso foi revelado pelo portal Metrópoles na terça-feira (28).

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos