Julgamento no STF provoca guerra de hashtags: #LulaInocente e #ComMoroPelaJustiça

Amanda Scatolini
·1 minuto de leitura

Enquanto o plenário do Supremo Tribunal Federal (STF) julga se são válidas as anulações das condenações do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva por Sergio Moro, nesta quarta-feira, apoiadores de ambos se mobilizaram no Twitter através de distintas hashtags de apoio.

De um lado, as menções favoráveis a Lula lideraram a corrida nos tópicos mais comentados no Brasil durante o fim da tarde. A hashtag #LulaInocente contabilizou cerca de 33,6 mil tuítes.

"Hoje é dia de reencontrar a democracia!", escreveu o perfil oficial do Partido dos Trabalhadores.

O vereador de São Paulo Eduardo Suplicy (PT) também utilizou o espaço para demonstrar apoio à hashtag. "Espero que a razão prevaleça e se confirme o que já estava decidido", postou.

Com cerca de 23,4 mil menções na rede social até o fim da tarde, a hashtag #ComMoroPelaJustiça chegou perto da "rival". A manifestação de endosso à condenação do ex-presidente foi mobilizada sobretudo por figuras como Danilo Gentili, Arthur do Val e o movimento Vem Pra Rua Brasil.

"Hoje o STF tem a chance de mostrar para o mundo que o Brasil não é o reino encantado da corrupção e da impunidade", escreveu o humorista em seu perfil oficial.

"Hoje o STF decide se o crime compensa no Brasil. Não podemos ser o país que pune o juiz e beneficia o criminoso!", postou o deputado estadual Arthur do Val (Patriota-SP).

O nome do ministro Edson Fachin também chegou aos tópicos mais comentados durante a tarde, com aproximadamente 15 mil menções. O ministro foi o responsável pela decisão de anular as condenações do petista, permitindo que Lula pudesse retomar os direitos políticos e, portanto, livre para enfrentar o pleito eleitoral novamente.