Juliette anima o arraial de Gilberto Gil com 'Asa Branca', 'Estrela' e 'Esperando na janela'

·1 minuto de leitura

RIO - "Daqui a pouco a morena vem aí", anunciou Gilberto Gil pouco antes de atacar de "Vem morena", canção de Luiz Gonzaga, na sua live junina no começo da noite de domingo. E a morena, todos sabiam quem era: a paraibana Juliette Freire, vencedora do último Big Brother Brasil. "Paraíba", outro sucesso de Gonzaga, foi a vinheta para a entrada dela: "Juliette, sim senhor!", confirmou Gil. E assim, a maquiadora, que tinha passado o programa cantando, enfim ganhou o grande palco para mostrar seus dons artísticos.

"Obrigada, meu povo, vocês fizeram isso!", agradeceu a convidada, em vestido salmão, antes de embarcar com o cantor em um animado dueto em "Asa Branca", de Gonzaga. "Essa é a nossa alma dançando forró", disse Juliette ao fim, recuperando o fôlego antes de dividir com Gil a lenta canção "Estrela" — que ela começou cantando, num evidente desafio a sua voz, mas do qual se saiu com alguma nobreza.

"Esperando na janela", sucesso junino de Gil, foi a terceira música da live que ele e Juliette dividiram - e a que mais espaço deu para que a ex-BBB rodasse o vestido, ao sabor da animação da festa junina. Aplaudida pela banda (na qual estavam os filhos de Gil Bem, João e Nara, mais o safoneiro Mestrinho e o percussionista Jorginho Gomes), Juliette deixou o palco com a sensação do dever cumprido.

Ao longo da live, Gilberto Gil lamentou o segundo junho seguido que se vive sem aglomeração nas festas e promoveu um desfile de xotes, xaxados e rojões. Entre outras, ele tocou suas "Andar com fé" (com a qual abriu a live) e "Refazenda", mais clássicos da festa junina como "Respeita Januário", "Xote das meninas" e "Eu só quero um xodó".

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos