Juliette, do 'BBB21', ganha versão de hit de Niack, que vê a sister como vencedora do reality

Isabella Cardoso
·2 minuto de leitura

Nos anos 90, o refrão “Samba, Juliana”, do grupo Raça Pura, fez as meninas com esse nome caírem na boca do povo. Recentemente, as Julianas voltaram a ser tema de música na voz de MC Niack. Mas, agora, “Oh Juliana”, a canção que fez o artista alcançar o topo das paradas em 2020, ganha uma nova versão com Juliette, do “Big Brother Brasil 21”, como musa inspiradora.

— Eu fiz a letra de “Oh Juliette” porque o pessoal estava pedindo bastante, e minha mãe também, o que me incentivou a compor essa versão. Ela acompanha o “BBB 21” e via que Juliette gosta demais da minha música. Sempre que toca, ela troca o nome Juliana pelo dela. Até então, eu não assistia tanto (ao reality), aí passei a ver mais depois disso — conta Niack.

O MC pensa em cantar com a paraibana futuramente, já que a voz da sister foi elogiada por vários artistas e também pelo ex-BBB e cantor Rodolffo. Niack, inclusive, assume que gostaria de participar do programa, tanto como brother quanto fazendo show na casa:

— Queria que Boninho me chamasse para cantar na final, porque sei que Juliette ganhará. Para mim, ela é a favorita.

Enquanto a final do “BBB’’ não chega, Niack lançou recentemente “Oh moça (Arabiana)”. Inspirada nos axés dos anos 90 e com uma letra picante, a canção tem Compadre Washington no clipe. Se antes a mistura era do Brasil com o Egito...

— Agora a mistura é outra (risos). Nunca imaginei que faria um feat com Compadre Washington! — diz Niack, que se arriscou dançando no clipe: — Sou todo duro, não sei dançar de jeito nenhum, mas teve passinho com Compadre.

As coreografias agora são essenciais nas músicas. Niack bombou na pandemia em desafios no TikTok e no streaming. O veterano Compadre Washington entrega que não era tão ligado na internet, mas está aprendendo a aproveitar essa onda.

— Eu era fora do mundo digital. Tenho seguidores, mas não dava ênfase a todas essas ferramentas. Meus filhos estão me ajudando, e eu estou entrando devagarinho. Até para poder ter um outro meio de sobrevivência e ganhar dinheiro, porque com show vamos ter que esperar um tempo até todo mundo se vacinar — torce o veterano.

Compadre Washington conta que aguarda a vacina para voltar aos palcos. Já Niack torce para poder aproveitar o sucesso. O rapaz de 18 anos fez apenas quatro shows antes da pandemia e, além das futuras apresentações, já está pensando numa parceria com Anitta e MC Zaac:

— Por enquanto, estamos só no bate-papo por conta dos projetos dela, mas Anitta está bem afim. Todo ano ela faz feat com o Zaac. Creio que, em 2021, vou estar junto. Já estamos de olho nas músicas para ver o que encaixa. Tô empolgado!