Junior Barranquilla faz teste de coronavírus após enfrentar o Flamengo; clube entra em quarentena

Marcello Neves

O Junior Barranquilla suspendeu as suas atividades e declarou quarentena para jogadores e funcionários. O anúncio foi feito pelo clube, nesta quarta-feira, ao divulgar um comunicado de "medidas preventivas" para o novo coronavírus. Por segurança, todos os atletas passaram por testes, mas todos testaram negativo.

Dois fatores levaram o clube a fazer os testes, de acordo com a 'ESPN Colômbia' e o 'El Deportivo': o fato de o técnico Jorge Jesus, do Flamengo, ter testado 'positivo fraco' e interagido com jogadores do Junior na primeira rodada da Libertadores e dois jogadores do elenco apresentarem sintomas de febre, o que os levou a serem monitorados.

O secretário de Saúde de Barranquilla, Humberto Mendoza, ordenou que cada membro da equipe fique em casa para evitar qualquer contágio, já que a Colômbia alcançou 93 casos.

Quem requer maior preocupação é o técnico Júlio Comesaña, de 70 anos, que faz parte do "grupo de risco". De acordo com o presidente Iván Duque, ele deverá permanecer em quarentena por mais tempo.

Além do Junior, o Barcelona de Guayaquil, que enfrentou o rubro-negro no último dia 11, pela segunda rodada da Libertadores, também prepara uma bateria de exames no staff e nos funcionários para a próxima segunda-feira.

"No momento, não há jogadores que tenham testado positivo para o vírus", escreveu o clube.