Justiça condena hospital por troca de corpos de vítimas da Covid-19

A 16ª Câmara Cível do Rio condenou o Hospital Icaraí a indenizar duas famílias que tiveram corpos de seus entes, vítimas da Covid, trocados. Foi assim: no momento da liberação para sepultamento, a família de Ulisses Gonçalves Ribeiro recebeu o corpo de Maria Neuda Correa, e vice-versa. A troca foi percebida pelo filho e pela neta de Maria Neuda no necrotério. Já a família de Ulisses só descobriu o engano após enterrar Maria Neuda no jazigo dos Gonçalves Ribeiro.

Para piorar... Maria Neuda pagava plano funerário para ser cremada. O Hospital Icaraí, que culpou o agente funerário contratado pela família de Ulisses, terá que pagar R$ 10 mil para a família de Maria e R$ 5 mil para a de Ulisses.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos