EUA acreditam que EI mudou capital do califado na Síria

Washington, 22 abr (EFE).- O Exército dos Estados Unidos acredita que o grupo jihadista Estado Islâmico (EI) mudou a capital de seu autoproclamado califado de Al Raqqa para a província de Deir ez-Zor, perto da fronteira com o Iraque, de acordo com fontes militares ouvidas pela rede de TV "Fox".

As fontes da "Fox", que são anônimas, afirmaram que "centenas" de integrantes do grupo terrorista foram, nos últimos dois meses, abandonando gradativamente Al Raqqa, sua principal fortificação na Síria, para se alojarem na província de Deir ez-Zor, 145 quilômetros ao sudeste de al Raqqa.

Segundo a "Fox", os jihadistas saíram por conta da continua pressão dos aviões da coligação internacional e das forças especiais dos Estados Unidos que ajudam às Forças Democráticas da Síria (SDF) como parte da ofensiva "Ira do Eufrates", iniciada em 6 de novembro para expulsar ao EI.

Atualmente, as milícias estão a poucos quilômetros de entrar em al Raqqa e cercar completamente a cidade, antes de iniciar o assalto ao local considerado a "capital" dos territórios controlados pelo EI. Segundo as fontes da "Fox", a tomada de al Raqqa é "iminente", mas os dirigentes do Estados Islâmico não estão mais por lá.

O EI arrebatou o domínio de al Raqqa das forças governamentais sírias em março de 2013, meses antes de proclamar um califado na Síria e no Iraque. EFE