Justiça converte em preventiva prisão em flagrante de suspeito de manter companheira em cárcere privado em Nova Iguaçu

O Tribunal de Justiça do Rio converteu em preventiva a prisão em flagrante do homem suspeito de manter a companheira em cárcere privado, no bairro Km32, em Nova Iguaçu. Na última quinta-feira, policiais civis da Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher (Deam) de Nova Iguaçu encontraram a mulher trancada em um dos cômodos da casa aparentando estar dopada. Perguntada pelos policiais se poderia sair da casa a mulher, de 35 anos, afirmou que não, pois havia sido trancada pelo companheiro e que ele havia saído. De acordo com uma testemunha, a vítima vivia em cárcere privado há mais de quinze anos.

O Ministério Público do Rio requereu a conversão em flagrante para prisão preventiva. Já a defesa do preso, requereu a liberdade provisória. Em decisão, o juiz Alex Quaresma Ravache alegou que a prisão cautelar, "ao menos por ora, é a única medida efetivamente capaz de evitar a reiteração delitiva, resguardando assim a integridade e liberdade da vítima".

Na ação dos policiais, o companheiro da mulher, que tem 54 anos, observava da rua a movimentação no local. Ao ser abordado e identificado ele foi levado até o imóvel. Os policias comprovaram a situação de cárcere privado e deram voz de prisão ao homem que informou ser casado com a vítima há 17 anos e teria duas filhas com ela.

Ao vistoriar a casa, a equipe coordenada pela delegada Mônica Areal, titular da unidade especializada, constatou ainda que havia um fio amarrando a porta do quarto à parede que não permitia que a porta fosse aberta pelo lado dentro. A equipe da Deam foi acompanhada por profissionais do Centro de Referência Especializada na Assistência Social (Creas) Valverde-Nova Iguaçu. No local os agentes encontraram ainda inúmeros frascos de remédios, alguns sem identificação.

Também foram encontrados três gatos filhotes em situação de maus-tratos e uma cadela acorrentada a uma árvore, sem água e com comida estragada. Os animais foram retirados do local e encaminhados para uma clínica.