Justiça encaminha documentos para extradição de Thiago Brennand

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Justiça de São Paulo encaminhou na última quinta-feira (3) ao Ministério da Justiça a tradução para o árabe do processo contra Thiago Brennand.

Com isso, a pasta pode dar continuidade ao processo de extradição do empresário, que atualmente está nos Emirados Árabes Unidos. Ele é réu no Brasil sob a suspeita de crimes sexuais, corrupção de menor e agressões físicas e verbais contra mulheres.

A informação foi confirmada por meio da assessoria de imprensa do Tribunal de Justiça de São Paulo. Brennand ficou conhecido após agredir a modelo Alliny Helena Gomes, 37, durante discussão em uma academia na zona oeste paulistana. Desde então, ao menos 15 mulheres já o denunciaram por crimes sexuais.

Preso no último dia 13 em Abu Dhabi, nos Emirados Árabes, ele acabou solto após pagar fiança e informar endereço fixo. O empresário viajou para o país no dia 4 do mês passado, horas antes de ser denunciado pelo Ministério Público.

Nas últimas semanas, Brennand tem publicado vídeos para se manifestar a respeito do caso. No último, ele xinga promotores e advogados envolvido no caso e nega os crimes que vem sendo acusado e diz que, no Brasil, a maioria das denúncias de assédio sexual são falsas -a tese dele, porém, é refutada por especialistas ouvidas pela Folha de S.Paulo.