Justiça federal americana indicia 15 pessoas por invasão ao Capitólio

·2 minuto de leitura

Quinze pessoas foram indiciadas pelo ataque ao Capitólio dos Estados Unidos, incluindo o homem fotografado no gabinete da líder democrata Nancy Pelosi, anunciou o Departamento de Justiça nesta sexta-feira(8).

"Anunciamos quinze acusações feitas pela justiça federal", disse Ken Kohl, do gabinete do procurador federal de Washington, em entrevista coletiva.

No entanto, Kohl acrescentou que nenhuma acusação de "incitamento" à violência ou "insurreição" é esperada, diante dos pedidos de ação legal contra o presidente Donald Trump, seu advogado Rudy Giuliani e outros.

Entre os acusados estão um que portava 11 coquetéis molotov em um veículo estacionado perto do Congresso, outro que derrubou um policial e outro que entrou com um revólver carregado, disse.

Richard Barnett, que entrou no gabinete da presidente da Câmara dos Representantes, onde posou para as câmeras e deixou mensagens ofensivas, foi preso no Arkansas e acusado de "invasão violenta", segundo Kohl.

Acusações como roubo de material de escritório foram adicionadas.

A maioria também foi acusada de invasão de edifícios restritos do Congresso e de conduta violenta ou desordenada.

Eles também foram acusados de impedir uma sessão do Congresso.

"A destruição ilegal do Capitólio foi um ataque a uma das maiores instituições de nosso país", disse o procurador em exercício do distrito de Columbia, Michael Sherwin, em nota.

Kohl observou ainda que "literalmente centenas de promotores e agentes estão trabalhando em três centros de comando 24 horas por dia, sete dias por semana" e que mais acusações e prisões são esperadas.

“Esta investigação tem prioridade total”, disse ele.

Cerca de 40 pessoas foram detidas pela polícia de Washington, principalmente por violações ao toque de recolher, porte de armas e entrada ilegal.

Mas as acusações anunciadas por Kohl nesta sexta-feira têm hierarquia federal, o que pode resultar em sentenças mais duras.

Centenas de apoiadores do presidente Donald Trump invadiram o Capitólio na quarta-feira enquanto os congressistas se preparavam para confirmar a vitória do democrata Joe Biden na eleição de novembro.

chp/rle/lda/gm/tly/rsr/jc/mvv