Justiça Federal condena mãe de Geddel, de 82 anos, a dez anos de prisão por lavagem de dinheiro e associação criminosa

Aguirre Talento
·1 minuto de leitura
Divulgação

BRASÍLIA - O juiz federal Vallisney de Oliveira, da 10ª Vara Federal de Brasília, condenou Marluce Quadros Vieira Lima, mãe do ex-ministro Geddel Vieira Lima (MDB), a uma pena de dez anos de prisão por crimes de lavagem de dinheiro e associação criminosa. Atualmente com 82 anos, devido à sua idade avançada, ela terá direito a cumprir pena em regime domiciliar caso o juiz de Execução Penal decida nesse sentido.

Em sua sentença, Vallisney apontou que Marluce participou em conjunto com Geddel do processo de ocultação e lavagem de R$ 42 milhões e de US$ 2,6 milhões, valores que teriam sido obtidos como pagamento de propina destinada a Geddel, de acordo com outras investigações.

Os valores foram encontrados pela Polícia Federal em malas de dinheiro em um apartamento ligado a Geddel em Salvador, em um caso que entrou para o folclore político.