Homem mata quatro crianças e depois comete suicídio na Flórida

Washington, 12 jun (EFE).- Um homem matou quatro crianças de entre 1 e 11 anos em um apartamento de Orlando (Flórida) e depois se suicidou, segundo informaram nesta terça-feira as autoridades.

"Entramos no apartamento e verificamos que as quatro crianças foram assassinadas pelo suspeito com disparos", explicou em entrevista coletiva o chefe da Polícia de Orlando, John Mina.

"Não temos nem ideia - acrescentou - de quando as crianças morreram", que tinham 1, 6, 10 e 11 anos.

Tudo começou na noite de domingo, quando a namorada do suspeito, identificado como Gary Wayne Lindsey Jr., de 35 anos e com antecedentes por incêndios e outros crimes, chamou a polícia após uma briga.

A mulher tinha fugido do apartamento deixando para trás as quatro crianças, dois filhos dela e os outros dois de Lindsey.

Quando os policiais chegaram ao complexo de apartamentos para verificar a situação, o suspeito abriu fogo e feriu gravemente um dos agentes, Kevin Valencia, dando início a um episódio que se prolongou até a noite de segunda-feira.

Mina explicou que a polícia esteve em contato "direto e indireto" com Lindsey ao longo do dia para negociar sua entrega.

No entanto, pouco antes das 21h local de segunda-feira (meia noite, em Brasília), um agente percebeu do corpo sem vida de uma das crianças dentro do apartamento, por isso que as autoridades decidiram iniciar uma operação de resgate.

Quando os agentes conseguiram entraram, segundo explicou Mina, acharam as crianças mortas, além de Lindsey, que aparentemente cometeu suicídio. EFE