Justiça francesa emite ordem internacional de prisão de Carlos Ghosn, ex-CEO da Renault e Nissan

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·1 min de leitura
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

A justiça francesa emitiu uma ordem de prisão internacional contra Carlos Ghosn, ex-CEO da aliança Renault-Nissan-Mitsubishi, no âmbito de uma investigação por abuso de bens sociais e lavagem de dinheiro, informou o Ministério Público nesta sexta-feira (22).

O executivo franco-libanês-brasileiro vive em Beirute desde que fugiu de forma espetacular do Japão em 2019.

Questionado sobre a ordem de prisão durante entrevista à rádio France Inter pela manhã, o presidente da França, Emmanuel Macron, concorrendo à reeleição no segundo turno das eleições presidenciais de domingo (24), recusou-se a comentar a informação, afirmando que o assunto deve ser resolvido pela justiça.

Se a ordem de prisão for executada, Ghosn será apresentado diretamente a um juiz de instrução em Nanterre, a oeste de Paris, que o notificará sobre a investigação.

Fraudes de milhōes de euros

A justiça francesa analisa pagamentos de quase € 15 milhões (US$ 16,3 milhões) considerados suspeitos entre a aliança Renault-Nissan e a distribuidora da montadora francesa em Omã, a Suhail Bahwan Automobiles (SBA).

A investigação de Nanterre também aborda as suspeitas de que Carlos Ghosn teria usado conscientemente os recursos do grupo automobilístico para fins particulares, em montantes que chegam a milhões de euros.

O juiz de instrução de Nanterre emitiu cinco ordens de prisão internacionais, que além de Ghosn afetam "os atuais proprietários ou os executivos da empresa SBA de Omã".

Com informações da AFP


Leia mais

Leia também:
Carlos Ghosn é condenado a devolver € 5 milhões a montadoras na Holanda
Carlos Ghosn lança livro onde volta a acusar França, Japão e Renault-Nissan de complô
Dois americanos admitem responsabilidade na fuga de Carlos Ghosn do Japão

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos