Justiça pede para estado do Rio apresentar providências para controle da pandemia na volta às aulas

Extra
·1 minuto de leitura

Após um pedido de liminar feito pelo Sindicato estadual dos Profissionais da Educação (Sepe), a juíza Maria Paula Gouvea Galhardo, da 4ª Vara de Fazenda Pública da Comarca da Capital, determinou ao estado do Rio a apresentação, no prazo de 48 horas, das providências tomadas em relação ao controle da pandemia para que houvesse o retorno seguro das aulas presenciais.

A comprovação será necessária para a apreciação do pedido de suspensão das atividades presenciais nas escolas, feito pelo Sepe em conjunto com a Federação dos Trabalhadores em Estabelecimentos de Ensino no estado (Feteerj) e o Sindicato dos Professores do Municipio do Rio (Sinpro-RJ).

De acordo com o Sepe, a ação judicial se impôs “em razão de medida arbitrária do governador em exercício, Sr. Cláudio Castro, de manutenção das atividades presenciais no momento em a Região Metropolitana e um total de 33 municípios do estado se encontram em bandeira vermelha, que caracteriza como alto risco para Covid-19”.

A Secretaria estadual de Educação e o governo foram procurados, mas até o fechamento desta edição não se manifestaram.