Justiça do RS: Sessão virtual é interrompida por imagem de homem em vaso sanitário

Uma audiência da 21ª Câmara Cível do Rio Grande do Sul precisou ser suspensa nesta quarta-feira por um motivo inusitado: um dos participantes da sessão virtual estava com a câmera ligada diretamente de seu banheiro. O julgamento foi interrompido até o homem, que é "parte do processo", ser bloqueado.

O Tribunal de Justiça gaúcho emitiu uma nota de esclarecimento, em que reforça que o homem "não se trata de Magistrado, Procurador, Advogado ou Servidor do TJ". É, na verdade, parte do processo.

Ainda na nota, o Poder Judiciário esclarece que o "julgamento ainda não havia iniciado" e que o homem — nu, sentado no vaso sanitário — "indevidamente se encontrava com a câmera aberta".

Por fim, o Poder Judiciário explica que, após a suspensão para que o vídeo fosse bloqueado, a sessão de julgamento pôde ser retomada. "As providências cabíveis já estão sendo tomadas para apurar detalhadamente o ocorrido."

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos