Justiça suspende extensão do prazo para apuração de votos em Minnesota

·2 minuto de leitura

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A Justiça americana decidiu, em caráter preliminar nesta quinta-feira (29), que as cédulas de voto enviadas pelo correio que chegarem depois do fechamento das urnas no estado de Minnesota deverão ficar separadas das demais, atendendo a um pedido do Partido Republicano, do presidente Donald Trump. Por dois votos a um, o tribunal de apelações do 8º circuito (responsável por decisões em Minnesota, Arkansas, Iowa, Missouri, Nebraska, Dakota do Sul e Dakota do Norte) suspendeu uma extensão prévia feita por autoridades estaduais que permitia um período de carência de sete dias -seriam contabilizados os votos recebidos até uma semana depois da eleição na próxima terça-feira (3). Segundo os juízes, a prorrogação do prazo foi uma manobra inconstitucional do secretário de Estado de Minnesota, o democrata Steve Simon. "Por mais bem-intencionado e apropriado que seja do ponto de vista político no contexto de uma pandemia durante uma eleição presidencial, não cabe a um funcionário do Executivo estadual reescrever o código eleitoral do estado", diz o texto da decisão. A jornalistas, Simon disse que as autoridades estaduais estão considerando recorrer à Suprema Corte. Se a decisão definitiva for novamente favorável aos republicanos, as cédulas separadas não serão contabilizadas no resultado final. Voto vencido no tribunal, a juíza Jane Kelly afirmou que a decisão "causará confusão aos eleitores e minará a confiança" dos moradores de Minnesota no processo eleitoral. Na eleição de 2016, a democrata Hillary Clinton venceu Trump no estado, conquistando 46% dos votos, contra 44% do republicano. A vitória em Minnesota dá ao vencedor 10 votos no Colégio Eleitoral. A média das pesquisas eleitorais compiladas pelo site especializado FiveThirtyEight aponta que Joe Biden tem 50,2% das intenções de voto no estado, enquanto Trump tem 42,1%. De acordo com o U.S. Elections Project, quase 1,2 milhão de pessoas no estado já votaram de forma antecipada -número que representa mais de 35% do total de eleitores registrados.