Justiça suspende reabertura de atividades de serviço em Ribeirão Preto

MARCELO TOLEDO

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A Justiça suspendeu na noite desta terça-feira (28) a reabertura de atividades ligadas a serviços que tinham voltado a funcionar durante a manhã após a Prefeitura de Ribeirão Preto (a 313 km de São Paulo) flexibilizar a quarentena.

A decisão foi tomada após ação civil movida pelo Ministério Público Estadual, que pediu a suspensão de dois decretos, um deles sobre o setor de serviços e outro que envolvia o comércio e shopping centers (que abririam em 11 e 25 de maio, respectivamente).

Com a decisão, salões de beleza, escritórios (advocacia e contabilidade) e clínicas odontológicas, entre outras atividades, não poderão funcionar enquanto durar a decretação de quarentena no estado.

A prefeitura informou que seguirá integralmente as medidas tomadas pelo governo paulista.