Justiça autoriza Lula a ser ouvido por Conselho de Direitos Humanos

Foto: AP Photo/Nelson Antoine

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva terá uma audiência com membros do Conselho Nacional de Direitos Humanos. A autorização para a visita do órgão à PF (Polícia Federal) foi concedida pela juíza Carolina Lebbos na última sexta-feira (6).

A inspeção deve ocorrer na próxima terça-feira (17), às 10h, mas ainda depende de aprovação de data e horário pela PF.

Leia também

Além de vistoriar o local onde Lula está preso desde abril de 2018, os conselheiros Leandro Gaspar Scalabrin, Leonardo Penafiel e Ismael José Cesar vão ouvir o ex-presidente.

O pedido partiu do próprio Conselho, que quer apurar denúncia de possíveis "violações de garantias constitucionais e direitos humanos" no processo em que Lula é réu.

A justificativa para a denúncia são as mensagens trocadas entre procuradores da Lava Jato, o ex-juiz, atual ministro da Justiça, Sergio Moro, e outras autoridades, reveladas pelo site The Intercept em conjunto com outros veículos, como a Folha de S.Paulo.

A solicitação recebeu pareceres favoráveis da defesa de Lula e do MPF (Ministério Público Federal). "Em que pese não reconheça a autenticidade das supostas mensagens atribuídas a integrantes da força-tarefa, oriundas de crimes cibernéticos", ressalvaram os procuradores em manifestação.

***Com informações da Folhapress