Justiça determina prisão preventiva de homem que matou idosa estrangulada após acidente

·1 min de leitura
Maria Augusta foi atacada após acidente de trânsito - Foto: Reprodução/Inter TV
Maria Augusta foi atacada após acidente de trânsito - Foto: Reprodução/Inter TV
  • Justiça do Rio determinou a prisão preventiva de Rogério Oliveira

  • O rapaz estrangulou até a morte uma idosa no último domingo, em Cabo Frio

  • Ele se descontrolou após um acidente de trânsito que teria sido motivado pela vítima

A Justiça do Rio de Janeiro determinou na última terça-feira (18) a prisão preventiva de Rogério Oliveira. O rapaz matou uma idosa estrangulada após um acidente de trânsito no último domingo (16), em Cabo Frio.

O juiz Antônio Luiz Fonseca Lucchese, da 1ª Vara Criminal do Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro (TJRJ) considerou que a prisão imediata do agressor era necessária por conta dos fatos ocorrido durante o crime, tipificado como grave.

Identificada como Maria Augusta Baião, a vítima foi agredida depois de perder o controle de seu veículo e causar um acidente na RJ-106, na altura do bairro Florestinha.

Em depoimento à Polícia Civil, Rogério confessou o crime. O rapaz de 32 anos disse ter ficado transtornado com o acidente, ido ao carro da idosa e a agredido com um soco no rosto. Ele garantiu não lembrar de nada depois disso.

O suspeito foi detido por testemunhas que o agrediram. Ele foi socorrido pelo Corpo de Bombeiros e encaminhado à UPA de Tamoios, onde foi preso.

Filho soube pelas redes sociais

O único filho da vítima revelou ter ficado sabendo do acontecimento pelas redes sociais e garantiu que a mãe não conhecia o criminoso.

O acidente deixou outras duas pessoas feridas. Elas foram encaminhadas a um pronto-socorro em Búzios.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos