Justiça ordena expulsão de estudante que agrediu namorada: “Sentei a mão nela”

Justiça ordenou expulsão de estudante por agredir namorada - Foto: Getty Images
Justiça ordenou expulsão de estudante por agredir namorada - Foto: Getty Images
  • Justiça determinou a expulsão de José Flávio Carneiro dos Santos por agredir a namorada

  • Rapaz foi excluído pela universidade, entrou com recurso, mas perdeu a ação

  • Após agredir a namorada, acusado mandou mensagem a amigo avisando que "sentou a mão nela"

A Justiça de Minas Gerais determinou que um estudante que espancou a própria namorada em setembro do ano passado seja expulso da universidade de medicina que cursava. As informações são do G1.

O Tribunal de Justiça do estado (TJMG) manteve a exclusão de José Flávio Carneiro dos Santos, que havia sido definida pela PUC Minas em dezembro. O agressor entrou com ação contra a decisão da universidade, mas o juiz plantonista da Comarca de Belo Horizonte indeferiu a tutela de urgência pleiteada pelo rapaz.

José Flávio foi indiciado por lesão corporal em outubro, após as agressões contra Gabriel Campos Duarte Machado. A vítima também cursa medicina e estuda na PUC, onde era colega do agressor.

A PUC Minas divulgou nota garantindo que a "decisão do Tribunal de Justiça de Minas Gerais será cumprida" e que "tem por prática não comentar casos que estão em tramitação de Justiça".

Gabriela comemorou a definição da Justiça. “Espero que possamos cada vez mais criar uma sociedade que respeite e proteja todas as mulheres. Espero que isso dê esperança a quem precisa."

"Sentei a mão nela"

À época com 22 anos, a vítima usou as redes sociais para denunciar o ocorrido. Gabriela contou que a quarta e última agressão de José Flávio aconteceu no dia 23 de setembro. Na ocasião, a jovem teria sofrido com a violência do namorado após descobrir que ele mantinha relações com ela e outra mulher ao mesmo tempo.

“Quinta-feira, dia 23/09, depois de sofrer a quarta agressão física, após descobrir que ele estava comigo e com outra pessoa, fui resgatada do apartamento dele por vizinhos que ouviram meus gritos de socorro e me levaram à delegacia da mulher”, relatou.

Em postagem no Instagram, a jovem afirma que toda sua relação com o também estudante de medicina era abusiva e que esse era “um lado meu que eu tentei esconder, não só de vocês que mal me conhecem, mas de quem me ama e tá com o coração em pedaços após saber tudo que vou contar aqui”.

A gota d’água, porém, veio no dia 23. Denunciado por Gabriela, José Flávio foi preso em flagrante. Ele pagou R$ 5 mil de fiança e foi liberado, mas, enquanto estava na delegacia, escreveu mensagens para um amigo afirmando que “sentou a mão” na ex-namorada.

“Sentei a mão nela. Tô preso. Preciso pagar R$ 5 mil para sair”, enviou o estudante.

Ao G1, Gabriela explicou que as agressões aconteceram justamente em um momento no qual havia decidido dar mais uma chance à relação.

“Estávamos voltando de um relacionamento totalmente abusivo, mas estava dando uma chance, ainda era segredo. Foi quando eu vi uma mensagem de uma menina falando que era namorada dele, fui questionar e ele já veio para cima de mim."

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos