K-pop é democracia: jovens em Pernambuco tiram título pois é 'cedo para desistir'

Projeção com trecho da música Tomorrow, do grupo de kpop BTS, promovida pelo grupo de fãs Army The Planet para incentivar jovens a tirar o título de eleitor (Acervo pessoal)
Projeção com trecho da música Tomorrow, do grupo de kpop BTS, promovida pelo grupo de fãs Army The Planet para incentivar jovens a tirar o título de eleitor (Acervo pessoal)

“Para mim é muito importante escolher um candidato que me represente.” Com esse sentimento, José Marcos, de 16 anos, se juntou aos 234 mil pernambucanos com menos de 18 anos que tiraram o título de eleitor em 2022.

O jovem emitiu o documento em abril, durante os mutirões que tomaram as periferias do Recife e região metropolitana. As iniciativas vieram de todos os cantos: movimentos sociais, grupos de Kpop, estudantes, sindicatos, ativistas e moradores.

Realizados nas cidades de Recife, Jaboatão e Olinda, os mutirões se uniram a um esforço nacional para que adolescentes emitissem o título. Em janeiro, segundo dados do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), o número de jovens entre 16 e 18 anos com o título de eleitor era um dos menores da história.

“O amanhã continuará vindo e somos jovens demais para desistir”

Estampadas em prédios da área central do Recife e em habitacionais da região metropolitana, as mensagens da rede Projetemos falavam a língua do jovem para incentivar a emissão do título.

Em parceria com o coletivo de fãs do BTS, Army The Planet e o grupo ativista Engajamundo, a rede espalhou projeções que continham frases como “bora, amg (amigo, em abreviação usada na internet), últimas horas para mudar os próximos quatro anos”, e trechos de músicas do grupo sul coreano: “se o que você vê no jornal não é nada para você, você não é normal”, da canção Am I Wrong e “o amanhã continuará vindo, somos jovens demais para desistir”, da faixa Tomorrow.

Na zona Oeste da capital, o Grupo de jovens Adolescer visitou escolas públicas promovendo debates e ajudando os colegas. Segundo o coordenador André Fidelis, o maior desafio foi atrair o interesse dos estudantes ao tratar do tema. “Aproximar o tema ‘política’ à realidade dos jovens, saindo da perspectiva do senso comum e desenvolver muitas ações em um curto espaço de tempo foi um de nossos principais desafios. Mas, no final, conseguimos alcançar mais de 500 jovens”, comenta.

No bairro de Brasília Teimosa, zona sul do Recife, a Marcha Mundial das Mulheres (MMM) abriu sua Fábrica de Vassouras para ajudar quem não tinha acesso à internet ou informação.

Até os últimos segundos do fim do prazo para a emissão do título, a agente de saúde Cristiane Martins, integrante da MMM, recebeu mensagens de jovens e adultos. “A galera veio na intenção de querer uma mudança. A gente viu muita coisa por aí ‘ah, tire o título, jovem’, mas as pessoas mais atingidas pelo desgoverno estão na periferia e muitos não têm um computador, nem acesso à informação”, frisou, “a gente só ia fazer um mutirão, mas tivemos que organizar outros... a maioria dos jovens chegavam e falavam assim: eu não ia nem tirar meu título agora, mas a gente precisa mudar a situação do país”.

Qual a data das Eleições 2022?

O primeiro turno das eleições será realizado no dia 2 de outubro, um domingo. Já o segundo turno – caso necessário – será disputado no dia 30 de outubro, também um domingo.

Veja a ordem de escolha na urna eletrônica nas Eleições 2022

  1. Deputado federal (quatro dígitos)

  2. Deputado estadual (cinco dígitos)

  3. Senador (três dígitos)

  4. Governador (dois dígitos)

  5. Presidente da República (dois dígitos)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos