Kalashnikov quer lançar arma conectada 'para os hipsters'

·1 minuto de leitura
O preço estimado da nova arma é de 100.000 rublos (1.116 euros, 1.350 dólares)

A fabricante russa de armas Kalashnikov lançará um novo fuzil conectado para o treinamento de tiro especialmente pensado "para os hipsters", afirmou o presidente da empresa em uma entrevista nesta terça-feira (9) ao jornal RBK.

O novo fuzil, chamado MP-155 Ultima, é baseado em um já existente, o MP-155. Em sua versão conectada, será uma "arma gadget" para praticar tiro, disse Dmitri Tarasov.

"Nosso objetivo é atrair o público que cresceu com os gadgets e que não se imagina sem eles. A caça clássica hoje em dia se tornou mais rara, quase extravagante. Por isso, queremos nos dirigir (...) aos hipsters, à geração Z", disse Tarasov.

A arma, apresentada pela primeira vez em um fórum de armamento em agosto de 2020 e que usa munição de calibre 12/76, pode ser sincronizada a um celular ou computador, tem um contador de disparos, uma bússola e um sistema de gravação de vídeo.

O preço estimado é de 100.000 rublos (1.116 euros, 1.350 dólares).

"Quero que as pessoas tenham realmente uma arma responsável e que ao mesmo tempo procurem emoção (...) Por que não desfrutar da adrenalina e do prazer deste tipo de passatempo?", questionou Tarasov.

A Kalashnikov está em plena transformação desde a chegada de acionistas privados em 2014.

A empresa, conhecida por suas armas de guerra e pelo nome do inventor do AK-47, Mikhail Kalashnikov, se dedicou desde então aos drones, iates e gadgets de todo tipo.

apo/alf/ial/pc/aa