Kalil admite “palavras inadequadas”, mas nega violência obstétrica contra Shantal

Médico ginecologista Renato Kalil foi acusado de violência obstétrica durante o parto da influenciadora Shantal Verdelho (Foto: Reprodução)
Médico ginecologista Renato Kalil foi acusado de violência obstétrica durante o parto da influenciadora Shantal Verdelho (Foto: Reprodução)

O médico obstetra Renato Kalil prestou depoimento na última quinta-feira (4) para dar esclarecimento sobre a acusação de violência obstétrica durante o parto da influenciadora Shantal Verdelho. Segundo informações da GloboNews, Kalil admitiu que usou “palavras inaquadas”, mas negou ter cometido violência obstétrica.

O médico afirmou que as falas consideradas impróprias aconteceram “apenas em um momento de incentivo motivacional, pois o parto era um parto difícil”.

Renato Kalil é investigado pela Polícia Civil e pelo Ministério Público de São Paulo. O obstetra, no entanto, acredita que “se errou, foi apenas ‘verbalizando duas ou três palavras’ e nada mais, pois todo o restante do seu trabalho foi correto”.

Shantal Verdelho passou pelo trabalho de parto no Hospital e Maternidade São Luiz, em São Paulo, em setembro de 2021. Meses depois, trechos do vídeo do momento do nascimento da filha viralizaram nas redes sociais. Kalil xingava a parturiente e pressionava a barriga dela.

Segundo a GloboNews, na última quinta, no 27º Distrito Policial de São Paulo, Renato Kalil depôs pela primeira vez desde as denúncias da influenciadora. O caso tramita em segredo de justiça e, por isso, a Secretaria de Segurança Pública do estado de São Paulo não se posicionou.

À GloboNews, o advogado de Shantal, Sergei Cobra Arbex, declarou que espera que os autos sejam enviados ao Ministério Público. A emissora afirmou que a defesa do médico ainda não emitiu um pronunciamento oficial sobre o depoimento.

Relembre o caso

Em setembro de 2021, a blogueira deu à luz a filha Domênica. Nas imagens do parto, possível ver o ginecologista e obstetra Renato Kalil soltando palavrões e falando para a gestante fazer força. Ela rebate e diz: “Eu estou fazendo. Eu sou a maior interessada nisso."

Na época, o trabalho de parto de Shantal durou aproximadamente 48 horas e não foi humanizado, como era de sua vontade. Procurada pela reportagem, a influencer agradeceu o contato, mas disse que ainda não estava preparada para reviver a história. "O áudio era para um um grupo íntimo de amigas e vazou", disse ao Yahoo! por meio de mensagem de voz.

Além do vídeo, tem também um áudio de Shantal circulando em que ela relata tudo o que sofreu durante o parto. “Ele fez de propósito. Descobri que ele falou da minha vagina, que ela vai ficar arregaçada (sic). Se não tiver episotomia, você vai ficar igual. Ele quebrou o sigilo médico.”

Ela ainda conta que o médico a rasgou com a mão e que as imagens mostram um cena de muita violência verbal. “Simplesmente quando a gente assistia ao vídeo do parto, ele me xinga o tempo inteiro.”