Kalil diz que quer aliança formal com Lula e critica gestão de Romeu Zema

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Alexandre Kalil (Foto: Reprodução/YouTube)
Alexandre Kalil (Foto: Reprodução/YouTube)

Alexandre Kalil, pré-candidato do PSD ao governo de Minas Gerais, afirmou nesta quarta-feira (11) que quer uma aliança formal com o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e criticou a gestão do atual governador do estado, Romeu Zema (Novo).

"O que o candidato Alexandre Kalil quer é uma aliança formal com o presidente Lula”, disse ele em terceira pessoa. Kalil participou da sabatina promovida pelo portal UOL e pelo jornal Folha de São Paulo.

Segundo o ex-prefeito de Belo Horizonte, Zema foi “abraçado e acarinhado” pelo presidente Jair Bolsonaro (PL) e tem uma visão política semelhante a do mandatário. Por outro lado, de acordo com ele, sua visão é "humana, assim como o presidente Lula”.

“Eu não tenho problema nenhum em andar com o presidente Lula. Considero Lula um grande líder. O que não quero é ir sem mão dada, sem aliança [com o Lula], porque isso tecnicamente prejudica uma campanha. Há um esforço muito grande da oposição de tentar minar essa aliança”, falou.

O pré-candidato do PSD descartou a possibilidade de seu partido apoiar a reeleição de Bolsonaro e afirmou que a legenda estará ao lado do petista em um eventual segundo turno.

Além disso, disse que tem “muita coisa em comum” com o ex-presidente, e afirmou que quem entende de Bolsonaro é o Romeu Zema.

“Ele é o grande entendedor de Bolsonaro”, afirmou, argumentando, dentre outras coisas, que o atual governador foi a favor do uso de cloroquina para o tratamento da covid-19 —mesmo sem comprovação científica.

Atual governador do estado

Kalil criticou a gestão de Romeu Zema, seu principal adversário na disputa ao governo de Minas.

“O Kalil entendeu que a máquina pública funciona diferente, sabe o que é um servidor, viu o que é um SUS [Sistema Único de Saúde] funcionando na hora que tem que funcionar. Assumimos um papel de liderança na nossa cidade [Belo Horizonte] e fomos para frente de batalha. Vi com meus olhos o que é a importância do setor público na vida da gente.”

O ex-prefeito disse ainda que Zema está há dois anos “montado em um avião fazendo campanha”.

“[Enquanto isso] Eu estava cuidando da população que me elegeu. Ele não vem aqui [na sabatina], mas ele dá entrevista o dia inteiro para quem faz pergunta que ele gosta de responder.”

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos