Kalil diz que retorno de torcida ao estádio "não passou no teste"

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·2 minuto de leitura
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Torcida do Atlético durante o evento de volta ao estádio (Foto: Yuri Edmundo-Pool/Getty Images)
Torcida do Atlético durante o evento de volta ao estádio (Foto: Yuri Edmundo-Pool/Getty Images)

Prefeito de Belo Horizonte, Alexandre Kalil (PSD) disse que o experimento de volta ao estádio, realizado nesta quarta (18) com Atlético Mineiro e River Plate no Mineirão, "não passou no teste" e que pode voltar atrás da decisão em breve.

"Do jeito que está não vai ter, não. Isso foi um acerto entre o Mineirão e o Atlético. Primeiro, foi bom o resultado, todo mundo sabe, nunca escondi meu coração atleticano para ninguém, mas quando eu vi aquela cena no Mineirão eu desesperei, ontem mesmo entrei em contato com o secretário de Saúde", afirmou Kalil em entrevista à TV Globo. 

Com cerca de 17 mil ingressos vendidos, o que se viu no entorno do Mineirão foram vários pontos de aglomeração da torcida antes do jogo. Com a bola rolando, nada mudou. Concentração de público em alguns setores, pouco distanciamento social e um número grande de torcedores sem usar máscaras. 

"A população tem que entender: a gente quer melhorar, quer ajudar, fazer tudo para melhorar, para compensar tudo o que todo mundo passou, mas quem pode colaborar não colabora", afirmou Kalil "Não foi isso que foi combinado. Eu vi torcida organizada lá que, pelo preço do ingresso, não poderia estar lá, e não tenho receio de voltar tudo para trás. Estão enganados quem acha que 'É o Atlético, ele não vai fazer'. Não vai fazer, uma ova. Fizeram um desaforo e um desrespeito ao prefeito de Belo Horizonte."

O jogo era tido como um teste pela empresa que gerencia o Mineirão. Podendo receber 30% da capacidade máxima do estádio, a empresa disse ter se espelhado em protocolos como o da NBA, principal liga de basquete norte-americana, para criar um protocolo seguro.

"Se foi evento teste como disseram, não passou no teste, não vai acontecer de novo se for nesse molde", disse. "O prefeito faz parte da irresponsabilidade, não estou jogando no colo de ninguém, porque o prefeito burro é que aceitou que eles iam cumprir o compromisso que eles tinham com a prefeitura."

Kalil ainda afirmou que a prefeitura vai se reunir com o Cruzeiro, que vai atuar com torcida no Mineirão nesta sexta (20), buscando que as cenas de quarta não se repitam. 

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos