Kamila Simioni é acusada de agredir ex-funcionária, presta depoimento e debocha: 'Tenta de novo'

·2 minuto de leitura

A influenciadora digital Kamila Simioni foi acusada por uma ex-funcionária de agressão e encaminhada para a delegacia em Belo Horizonte, Minas Gerais. A Polícia Civil do estado emitiu um Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO) para o caso, registro de crimes de menor relevância. Após ter sido ouvida, Kamila foi liberada.

"Sobre a ocorrência de lesão corporal registrada nesta terça-feira (28), no centro de Belo Horizonte, a Polícia Civil de Minas Gerais lavrou Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO). A mulher, de 35 anos, foi ouvida e liberada", disse a polícia em nota ao EXTRA.

Confira também:

Enquanto estava na delegacia, a influenciadora registrou os momentos em seu perfil no Instagram. Apesar da situação, ela estava "plena", conforme escreveu em uma das fotos compartilhadas nos stories, mostrou os lanches que fez no local e ainda disse que queria estar vendo o jogo do Atlético Mineiro.

"Tenta de novo, tá, meu amor? Continue tentando. Todo dia sai um bobo de casa, e esse bobo não sou eu. Para os meus seguidores maravilhosos que estão perguntando o que aconteceu: gente, falar, até papagaio fala, provar é difícil. Enquanto você tiver dinheiro, sempre terão aqueles urubus, que não gostam de trabalhar, querendo tomar o que você conquistou. Mas nunca conseguirão. Vai trabalhar, mulher!", disse Kamila para a autora das acusações nos seus stories.

Veja também:

A influenciadora ainda compartilhou conversas com a autora das acusações e com amigos seus. Em uma delas, ela afirma ser inocente:

"Eu não encostei um dedo nela. Você sabe que quando eu faço, eu assumo".

Entenda o caso

Uma ex-funcionária de uma das lojas de roupa de Kamila a denunciou por agressão, após trabalhar por 32 dias no estabelecimento. A mulher, que preferiu não ser identificada, disse que foi atacada dentro da loja quando foi receber a sua rescisão contratual e questionou os valores recebidos.

"Ela já deu um chute na cadeira e me jogou no chão. Estou com um galo na cabeça. Não sei qual das duas me arranhou. Estou toda arranhada. Eu não sou daqui, eu sou do interior. Eu moro sozinha com as minhas duas filhas. Então, o meu receio é ela mandar matar, ela fazer alguma coisa comigo, com as minhas filhas. Eu estava precisando do meu acerto", disse a vítima ao "MG no ar".

Kamila Simioni tem mais de 300 mil seguidores no Instagram e é dona de marcas de sapato e roupa, além de um salão de beleza. Ela já se relacionou com Tony Salles, marido de Scheila Carvalho e atual vocalista do Parangolé, enquanto a ex-dançarina estava em uma reality show.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos