Karol Conká diz que ainda revê ocorridos no 'BBB' e reflete: 'Não voltarei ao meu normal e isso é bom'

·2 minuto de leitura

Passado quatro meses do fim do "Big Brother Brasil 21", Karol Conká ainda revê ocorridos no reality show que a fizeram ser "uma das mais canceladas" no país, como costuma dizer. Esse processo faz parte da busca da cantora pelo autoconhecimento.

"Hoje, estou mais calma, mais centrada. Sim, estou me tratando. É importante, ainda continuo revendo muitas coisas, apesar de terem passado quatro meses. Ainda estou no processo de me entender. Eu sou muito profunda, intensa, vocês perceberam. Estou seguindo o autoconhecimento. Ainda estou digerindo, tratando camadas que me levaram a ter descontroles, a ter atitudes que jamais teria feito, que me envergonho muito", disse Karol em entrevista à Thelma Assis.

Revirar tantas feridas auxilia a paranaense a reencontrar emoções que ficaram escondidas.

"Mas hoje, consigo sorrir. Eu passei muito tempo sem fazer isso. Sempre fui muito sorridente e passo horas do meu dia séria, com a cabeça mais serena. Ainda não voltei ao meu normal e não voltarei. E isso é bom. Porque se fosse a mesma pessoa do ano passado, ou de quatro meses atrás, não teria evoluído nada. E estou gostando desse processo".

Ainda assim, a artista garante que não se arrepende de ter entrado no reality show, mas sim das atitudes que teve. Olhando agora que passou, Karol diz que escolheu o momento errado, já que estava vivendo uma depressão não tratada.

"Não me arrependo de ter entrado no BBB. Me arrependo de não ter olhado mais para mim. Talvez não teria entrado nesse momento, ou ido com outra atitude, sem dor, ou chateação... A verdade é que estava há dois anos deprimida. Já não estava bem para entrar em um ambiente estressante. Eu queria uma aventura, vontade de viver... Não sei se tem a ver com a pandemia. Vida de artista não é fácil. Já estava sentindo pressão por ser famosa, ter obrigações e detalhes que não arrumava na minha vida e entrou na pandemia. Artista longe dos palcos é igual herói sem capa, sei lá. Me senti desprovada de energia. Entrei no reality show e pensei: 'Vou fazer novos amigos', todo mundo falava que ia ser incrível. Entrei lá e foi tudo que não prego e não sinto. Hoje, penso que está tudo bem. Não vou me massacrar também. Estou me amando".

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos