Kashkari, do Fed, diz que economia dos EUA pode crescer mais devagar sem imigração

(Reuters) - O presidente do Federal Reserve de Minneapolis, Neel Kashkari, disse nesta sexta-feira que a imigração tem sido um fator importante para o crescimento econômico dos Estados Unidos, e sem ela ou sem o aumento da fertilidade no país, a economia simplesmente não crescerá tão rápido como antes.

"Podemos aceitar um crescimento mais lento, podemos subsidiar a fertilidade, o que é muito caro, ou você pode abraçar a imigração", disse Kashkari na Universidade Hamline em St. Paul, Minnesota. "E essas são as três escolhas. E isso é literalmente matemática, e você pode escolher qual você gosta."

Kashkari disse que ainda não havia incorporado os planos do governo de Donald Trump para reformas fiscais e regulatórias em suas previsões, dizendo que ainda era muito cedo para saber quais políticas serão implementadas.